terça-feira, 26 de janeiro de 2010

MEUS 3 FILHOS



Sempre que penso neles,
Me enleva algo bem leve.
E levo ao meu doce Pai
Uma prece grata e breve.

Nada mais envolvente
Que o ver crescer de um filho:
Laço forte, renitente
Que ao meu olhar confere brilho.

Tenho em mim só gratidão
Por três amores inerentes.
E embora pra mim tão iguais,
Conseguem ser tão diferentes.

Thais Rosa Bustamante(para Lelê, Bibi e Rafinha)

3 comentários:

Juca Trombone disse...

com dizem todos aqueles que dizem coisas sem medo de dizer essas coisas... bom...

Que Tetéia de poesia!!!!

é isso aí! beijo!

Gabriela Bustamante disse...

Nossa mamãe, chorei! Te amo muito e tenho muito orgulho de ser sua filha! E de parecer em certos aspectos com você! Hahaha...
Beijos!

Juca Trombone disse...

ô caipira... cadê você?!

faz mais de ano que parou de escrevê...